Formas de Ilustração e Vocabulário Técnico

Com a quantidade de opções de apresentação, pode ficar complexo decidir qual a melhor delas para cada caso.

Conheça um pouco melhor o funcionamento do nosso serviço e entenda a diferença entre os vários produtos finais possíveis.

Desenvolvimento

A primeira etapa do processo de criação de ilustrações é a modelagem 3D.  Nesta fase, os artistas interpretam o projeto e constroem a maquete eletrônica, uma representação virtual do projeto.

Este modelo 3D pode ser fotografado e filmado de qualquer ângulo, como uma construção real.

Após a construção do modelo, a equipe posiciona câmeras virtuais e começam a visualizar como será o produto final. Uma das principais vantagens da maquete eletrônica 3D é a liberdade de posicionar câmeras em qualquer lugar.

Depois, são aplicados “materiais“, que são as as cores e texturas da construção. É possível reproduzir com perfeição os materiais que serão usados na realidade.

Toda boa fotografia precisa de um projeto de iluminação de qualidade. Nesta fase, os artistas exploram opções de iluminação natural e artificial para realçar detalhes e criar a sensação certa para a cena.

O próximo passo é a renderização, que é a simulação de como a luz interage com o objeto. Essa etapa exige cálculos complexos do computador e sempre consome bastante tempo.

PRODUTOS

Esse modelo 3D básico pode ser aproveitado de várias formas:

IMAGENS PARALELAS – São imagens sem distorção de perspectiva. Podem ser feitas de cima ou das laterais. No desenho arquitetônico, imagens de cima são chamadas de plantas e imagens das laterais são elevações. Também é possível mostrar “cortes” do edifício, que são imagens que mostram o interior e a estrutura.

 

A PLANTA HUMANIZADA é um exemplo de imagem paralela muito comum em apresentações de empreendimentos. Como não há distorção, todos os ambientes aparecem proporcionais e permitem ter a noção exata das relações entre as áreas construídas.

Planta humanizada do apartamento 1 quarto.
Planta humanizada do apartamento tipo.

PERSPECTIVAS

São representações que simulam a forma como vemos o mundo. São imagens 2D que dão a ilusão de profundidade. Podemos comparar as ilustrações feitas a partir da maquete eletrônica com fotografias de ambientes.

As perspectivas, internas ou externas podem ser:

  • GERAIS, mostrando o ambiente completo e dando a noção do que pode ser feito em cada área.
FyrStudio-Midia-Expressa-Paiolla-sala-FINAL
Perspectiva Interna da Sala de Estar do Apartamento
  • DETALHES, mostrando uma área menor, com foco em apenas um detalhe do produto ou mostrando pontos de vista específicos.
FyrStudio-Midia-Expressa-Paiolla-sala-zoom-CAPA---PRV01
Perspectiva Detalhe da Mesa de Jantar
  • ESQUEMÁTICAS, mostrando um pavimento com as paredes cortadas, por exemplo.
Maquete Eletrônica - FYR STUDIO (11)
Perspectiva Esquemática

Aéreas, mostrando um conjunto de construções e a relação do empreendimento com o entorno.

EconomicaEngenharia-Alfandega-Externa1-final001
Perspectiva Aérea
  • TOUR 360˚

Uma outra forma de aproveitar o modelo 3D construído, é a geração de ambientes interativos 360 graus. Para fazer isso, é preciso criar um tipo especial de imagem, além de pensar no ambiente como um todo. Com softwares específicos, se faz a montagem do ambiente e a programação de “hotspots” que são pontos com os quais se pode interagir. Pode-se programar o sistema para quando alguém clicar em um hotspot, visitar um outro ambiente ou abrir um site. Dessa forma o cliente pode experimentar o ambiente de forma imersiva. Por permitir o controle direto

Empreendimento: Cidadão Manauara II

  • PASSEIO VIRTUAL

Um passeio virtual é similar às ilustrações estáticas, mas ao invés de uma única fotografia, é feita a captura de milhares de imagens que darão origem a um vídeo.

Este filme não permite interação e exige muito tempo de renderização, mas as possibilidades para os resultados são impressionantes.