Maquete Eletrônica: Porque existe tanta variação de preço?

maquete-eletronica-preco-fyr-studio

Se você já precisou contatar maquete eletrônica, sabe que a variação de preços é muito grande. 

Ao procurar fornecedores para criar suas ilustrações 3D, você vai encontrar pessoas que criam imagens por R$ 80,00, R$ 500,00, R$ 2.000,00 chegando a R$ 5.000,00.

Você pode se perguntar, se o produto final é uma imagem, um simples arquivo JPG, por que existe essa diferença gigantesca? Qual dessas opções é a melhor escolha para mim?

Para chegar ao preço da imagem, podemos pensar da seguinte forma:

Qualificação da equipe envolvida x Quantidade de horas necessárias.

Quanto mais experiente o profissional e maior o tempo investido na produção da imagem, maior o custo.

Não existem limites no mundo da computação gráfica. Pensando apenas nos programas de modelagem usados, é simplesmente impossível ficar atualizado em todas as técnicas e plugins. E isso é apenas uma parte muito pequena do processo.

Assim, estão surgindo especialistas em áreas específicas, que estudam apenas uma parte pequena do processo para serem insuperáveis nessa habilidade.

O que tem por trás desse simples arquivo JPG?

O processo de criação de uma ilustração envolve:

  • Planejamento (análise de audiência, definição do objetivo da imagem e melhor forma de alcançá-lo);
  • Gestão do projeto;
  • Arquitetura de Interiores e/ou paisagismo;
  • Modelagem da arquitetura e dos objetos;
  • Criação e aplicação de texturas e materiais;
  • Iluminação;
  • Fotografia;
  • Renderização;
  • Pós-produção;

Tudo isto acontece. Sempre. A qualidade de cada uma das etapas é o que define se a imagem funciona ou não.

Quem está fazendo o serviço pode não se dar conta, mas passa por todas essas etapas.

Voltando aos exemplos, quem cobra R$ 80,00 é provavelmente alguém que está dando os primeiros passos (Esse foi o preço do primeiro serviço do FYR Studio, há muito, muito tempo. Na época, só pensamos em modelagem e render, o resto foi obra do acaso).

Se você está na miséria ou precisa apenas de uma imagem simples para mostrar um projeto a um cliente, esta pode ser a melhor opção.

Nesse caso, o serviço provavelmente será feito por apenas uma pessoa, sem muita experiência e sem muitos recursos. Esta pessoa precisa criar a cena no menor tempo possível, então não tem como pensar muito em várias das etapas.

Já uma imagem feita por um mega estúdio como a DBox, passará pelas mãos de vários especialistas, sendo provável que haja um responsável ou até mesmo uma equipe inteira dedicada a pensar em cada uma das áreas. (Além disso, uma empresa maior tem uma estrutura administrativa e de gestão, bem como pessoas dedicadas ao atendimento, o que torna os resultados consistentes e a experiência do serviço bem mais agradável).

É claro, o custo de um estúdio como esse pode ser incompatível com o orçamento da obra (na casa das centenas de milhares de Reais). Nesse caso, você pode considerar uma solução intermediária, com custo acessível mas que dá atenção a cada fase do processo.

Se as maquetes eletrônicas serão usadas em uma campanha séria, com responsabilidade de vender unidades dentro do prazo, você tem mais chances de sucesso investindo um pouco mais.

Como comparar as propostas comerciais que recebi?

Agora que você compreende melhor o que é necessário para uma imagem acontecer, pode analisar a proposta tendo aquelas etapas em mente.

Alguns tópicos que podem lhe ajudar:

  • Imagine que o orçamento terá que sustentar: planejamento e gestão, design de interiores/paisagismo, modelagem, texturas, iluminação, fotografia, renderização e pós produção. O valor é o bastante para isso ou parece muito pouco?
  • Quanto tempo levou para a proposta chegar? Como ela foi apresentada?
  • Como é a estrutura da empresa, qual a composição e a qualificação da equipe?
  • Quais os resultados já obtidos?

Aqui no FYR Studio, é muito comum sermos a segunda opção. Muitos clientes são seduzidos por um preço baixo, mas acabam vindo até nós após ver que o resultado ficou vergonhoso não é o suficiente. Perderam tempo e poderiam ter conseguido um pacote melhor.

 

(*Post levando em conta os valores de 2016)

Tags: ,